Menu fechado

Por que o bitcoin está caindo e como fazer para negociá-lo agora

Por que o bitcoin está caindo e como fazer para negociá-lo agora
(Imagem: Unsplash/@silverhousehd)

O  está caindo novamente, sua sétima sessão em queda em 10, empurrando o preço para abaixo da marca de US$ 7.000 pela primeira vez em seis meses. Por que agora?

Aqui estão alguns motivos possíveis:

1 –Preocupações com a repressão chinesa, na sexta-feira passada, tanto no comércio quanto na emissão de criptomoedas.

2 – Negociação em baixo volume, permitindo que grandes jogadores movem o preço.

3 – Otimismo em relação a um acordo comercial que mantém os preços das ações em níveis recordes, às custas de ativos de refúgios.

4 – Capitulação de mineradores: quando as máquinas de mineração se tornam muito caras em relação à queda nos pagamentos.

Para muitos que possuem e negociam moedas digitais, é mais do que um investimento, é um modo de vida. Alguns veem outros drivers:

– Oliver Renick afirma, em um artigo na Forbes, que a criptomoeda mais popular por valor de mercado não caiu por causa da China, mas porque “você não precisa disso”. Ele cita sua natureza volátil e o fato de que a adoção da criptomoeda como um ativo simplesmente não está acontecendo, com as grandes empresas de tecnologia se voltando para a criação de suas próprias criptomoedas.

– Pode ser que o baixo volume do  seja devido um deslocamento de dinheiro para ativos tradicionais em meio a preços recordes de ações, à medida que o apetite pelo risco cresce com a esperança de uma resolução comercial, à custa de ativos de refúgios. A questão com esse argumento é que, enquanto os ativos porto-seguros estão recuando hoje, os rendimentos, , o  e a Suíça não foram vendidos em lugar algum perto do que a criptomoeda possui.

Veja também:  DIY JARDINEIRA | SALOPETE SEM MOLDE PARA INICIANTES | Customização de roupas [Vídeo]

O Cointelegraph e o Asia Times publicaram artigos semelhantes ontem, com base em informações da Coin Dance, que monitora as taxas de hash do , afirmando que os mineradores estão, de fato, “imperturbáveis” pela queda nos preços do Bitcoin.

Um dos principais pontos de venda do  é o fato de não ser regulamentado. Isso significa que nem governos nem investidores realmente sabem o que está acontecendo. Nossa aposta, então, é que cada um desses pontos tenha alguma influência sobre os traders, mesmo que seja apenas sobre sentimentos.

Talvez então seja mais prudente simplesmente acompanhar o balanço de oferta e demanda, impulsionado por fundamentos ou não.

O  está sendo negociado em um canal em queda desde o dia 26 de junho, com uma máxima de US$ 13.764. Hoje, ele mergulhou abaixo do limite inferior do canal pela primeira vez em sua duração. No entanto, por enquanto, ele se recuperou, sugerindo suporte.

A queda é muito forte, como mostra o volume, o segundo maior volume de vendas (depois da sexta-feira) desde 24 de setembro. Isso afasta o argumento de que o baixo volume é responsável pelos grandes movimentos. De fato, o volume ficou mudo desde que a bolha estourou no final de 2017.

Exatamente há um mês, o 200 DMA escalou o 50 DMA, desencadeando uma cruz mortal, passando a atravessar o 100 DMA, formando o padrão triplo de baixa.

Os mineradores estão, de fato, “imperturbáveis”, avaliam os especialistas  (Imagem: Pixabay)

Com o MACD baixo e o RSI em seu nível mais baixo desde setembro, como o preço está encontrando suporte, pode ser hora de um retorno ao topo do canal ou de uma fuga negativa, com um filtro para evitar uma armadilha de urso. Isso seria seguido por um movimento de retorno que confirmaria a nova resistência do fundo do canal.

Veja também:  Como fazer compra de mercado usando o Uber Eats

Estratégias de Negociação

Os investidores conservadores esperariam uma retirada total do topo do canal, confirmada com pelo menos uma longa vela vermelha do topo.

Os moderados esperariam um movimento de retorno até a correção enfraquecer. Os agressivos podem entrar em uma negociação contrária e demorar muito no salto potencial.

Amostra de investimento

Entrada: US$ 6.750

Stop Loss: US$ 6.600 – abaixo da mínima do dia

Risco: US$ 150

Alvo: US$ 7.200

Recompensa: US$ 450

Risco: Relação de recompensa: 1: 3

Artigo Original

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *