Menu fechado

O que é, para que serve, cálculo e como usar

O que é, para que serve, cálculo e como usar

A regra dos 72 é um cálculo para saber quantos anos os seus investimentos vão levar para dobrar de acordo com uma taxa de juros compostos. Dessa forma, ela auxilia quem já investe ou pretende investir no mercado financeiro permitindo o melhor planejamento das suas finanças.

A conta é bem simples e ajuda a visualizar também o contrário, ou seja, o lado de quem está devendo. Isso porque a regra dos 72 pode ser usada na contratação de um empréstimo, neste caso o resultado mostrará o número de anos necessários para que a dívida dobre e se o financiamento pode sair mais caro por causa disso.

Antes de ir direto para o cálculo da regra dos 72, é necessário explicar o que são juros compostos. A taxa mensal de rendimento dos investimentos é considerada para aumentar o valor que será recebido no futuro. Confira abaixo:

O que são juros compostos?

Juro composto é a cobrança de juros sobre juros, ou seja, nos juros simples, a taxa do investimento é cobrada sobre o valor inicial, já nos juros compostos, a taxa é cobrada sobre o valor do último mês, o que quer dizer que nesse último caso, o valor cresce muito mais rápido e você recebe mais na data de vencimento do seu investimento.

Exemplo:

Suponha que você faça uma aplicação financeira no valor de R$ 10 mil, considerando uma taxa mensal de 1%. No caso dos juros simples, o valor devido sobe em R$ 100 (1% de R$ 10 mil) a cada mês. Em 12 meses, o valor total será de R$ 11.200.

Já no caso dos juros compostos, o valor devido aumenta em R$ 100 no primeiro mês (1% de R$ 10 mil), R$ 101 no segundo mês (1% de R$ 10.100), R$ 102,01 no terceiro mês (1% de R$ 10.201) e assim sucessivamente. Em 12 meses, o valor a receber será de R$ 11.268,25.

O que é a regra dos 72?

A regra dos 72 é para fazer uma estimativa de quanto tempo (medido em anos) um determinado valor de capital investido demora para ser duplicado, levando com conta uma determinada taxa de juros anual. O cálculo é o seguinte:

72/taxa de juros da aplicação = número de anos para o dinheiro investido duplicar

Como usar a regra dos 72?

Primeiramente, divida o número 72 pela taxa de juros do seu investimento, que é fornecida no momento de contratação, quando se trata de uma aplicação de renda fixa. Agora, considerando o mesmo exemplo, suponha que você tenha um investimento de R$ 10 mil com rentabilidade de 12%. Logo, para que esse valor dobre, é necessário um período de:

72/12 = 6 anos para o seu investimento dobrar 

A mesma regra vale para trabalhar com juros aplicados em dívidas. Suponha que você tenha um empréstimo com taxas de juros de 65% ao ano e aplique dividindo novamente 75 pela taxa de juros. De acordo com o cálculo, o seu empréstimo terá valor dobrado em pouco mais de 1 ano.

75/65 =1,1 anos para a sua dívida dobrar 

Por isso, quem vai investir deve sempre ficar de olho na maior taxa de juros para garantir o maior rendimento do seu dinheiro, já quem está do outro lado, e pegou o dinheiro emprestado, deve buscar por uma menor taxa visando um crescimento menor do débito.

Veja também: Regra 50-15-35: Organize seu orçamento pessoal e junte dinheiro com esse método

Artigo Original

0 0 votos
Deixe sua nota! :)
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
0
Sua opinião é importante para nós! ❤x
()
x