Menu fechado

Como montar uma carteira que dê dividendos mensais?

Como montar uma carteira que dê dividendos mensais?

Para quem deseja viver de renda passiva, investir em empresas pagadoras de dividendos pode ser uma ótima estratégia.

Isso porque, quanto mais é investido em ações dessas companhias, mais dividendos mensais é possível receber. E mais poderá reinvestir os lucros.

Meu Primeiro Dividendo: evento online e gratuito ensina estratégias

O que você verá neste artigo:

O que são dividendos

Os dividendos correspondem à parcela do lucro da companhia que é distribuída aos seus acionistas.

De acordo com a legislação, empresas listadas na Bolsa são obrigadas a distribuir, no mínimo, 25% do lucro na forma de proventos.

No entanto, nada impede que uma companhia pague valores superiores, até mesmo, ao do seu lucro líquido.

Vale destacar que o valor dos dividendos distribuídos varia conforme a quantidade de ações que você possui. Além disso, os valores recebidos em um ano não necessariamente se repetirão no ano seguinte, já que depende do desempenho da empresa.

Como os dividendos são pagos?

A periodicidade de pagamento varia de acordo com a empresa. Então, os dividendos podem ser pagos uma, duas, três vezes, ou, até em todos os meses do ano.

Sendo assim, na hora de escolher a ação, é essencial verificar qual é a política de pagamento dos proventos da empresa para descobrir se ela está alinhada com sua estratégia de investimentos.

Ao receber os dividendos, a dica é reinvestir os valores já que dessa forma você acelerará o crescimento do patrimônio.

Para facilitar esse processo, algumas corretoras oferecem planos de reinvestimento automático dos dividendos.

O que avaliar na hora de montar a carteira?

Em primeiro lugar, antes de montar sua carteira de dividendos é necessário saber analisar alguns aspectos fundamentais do negócio.

Solidez da empresa

Basicamente, empresas sólidas são aquelas que geram valor para os acionistas.

Nesse sentido, elas apresentam bom histórico de lucratividade, boa geração de caixa, níveis de endividamentos saudáveis, além é claro, de bons dividendos.

Todas essas informações podem ser encontradas na análise fundamentalista da empresa, que tenta identificar o potencial de crescimento do lucro no futuro.

Os principais dados que precisam ser considerados nesse processo estão presentes em documentos divulgados no site da companhia, na aba de relação com investidores.

Especialistas afirmam ainda que empresas sólidas são aquelas que distribuíram lucros e dividendos constantes, pelo menos, nos últimos 5 anos.

Dividend Yield

O dividend yield apresenta qual é o rendimento dos dividendos pagos pela empresa. Para isso, ele considera o valor anual do dividendo distribuído e a cotação atual da ação.

Para ficar mais claro, suponha que uma empresa tenha ações cotadas a R$ 50 e distribua, em um ano, R$ 2,5 em dividendos por ação.

Neste caso, o investidor que tiver 100 ações dessa empresa receberá R$ 250 em dividendos.

Para achar o dividend yield basta dividir o valor do dividendo distribuído pelo valor da cotação: 2,5/50 = 0,05 ou equivalente a 5%.

Importante lembrar que esse dado costuma variar com frequência, conforme a cotação do papel.

Sendo assim, em um momento onde o preço da ação está em queda, o dividend yield tende a ser melhor.

De acordo com o entendimento do mercado, empresas precisam pagar, no mínimo, 5% de dividend yield para serem consideradas boas pagadoras de proventos.

Como construir uma carteira de dividendos

Um método eficaz de garantir um fluxo de renda recorrente e até mesmo mensal seria construir uma carteira de ações de empresas que pagam dividendos em meses diferentes.

Então, se uma companhia paga dividendos em fevereiro, junho e agosto, por exemplo, o investidor também poderia adquirir ações de outra empresa que pague dividendos em janeiro e março. Seguindo nessa lógica, o investidor buscaria outras boas empresas pagadoras de dividendos, até completar o recebimento em todos os meses do ano.

Na prática, a ideia é garantir um fluxo de caixa mensal, ou seja, assegurar que caia dinheiro todos os meses em sua conta.

Abaixo construímos uma carteira hipotética de como gerar um fluxo de rendimentos mensais de dividendos.

Para isso, utilizamos como exemplo os seguintes ativos: BPAC11, WEGE3, VALE3, ITSA4, EGIE3, BBAS3, TRPL4 e TIET11.

Evento 100% Online e Gratuito | 30 e 31 de Agosto

20 Especialistas em Investimentos

5 Horas de Conteúdo

2 Dias de Evento

Faça seu dinheiro trabalhar para você todos os dias

Vale reforçar que esta é uma carteira hipotética de como é possível obter renda mensal com dividendo de ações. Sendo assim, nós não necessariamente recomendamos a compra desses ativos.

Então, se você quiser descobrir o passo a passo para investir com segurança e criar rendimentos mensais, se inscreva no evento online e gratuito da Euqueroinvestir e aprenda a fazer seu dinheiro trabalhar para você.

Artigo Original

0 0 votos
Deixe sua nota! :)
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
0
Sua opinião é importante para nós! ❤x
()
x