Menu fechado

Como fazer para se sentir realizado?

Como fazer para se sentir realizado?

planejamento pessoal relaciona-se com o bem-estar e a qualidade de vida de qualquer pessoa. Sem ele, é possível que você se sinta desmotivado no trabalho, nos estudos e até mesmo nos seus relacionamentos. Considerando isso, trouxemos algumas dicas para lhe ajudar a ter uma vida mais próspera e feliz através de um bom plano pessoal. Veja a seguir as nossas sugestões!

Como fazer um bom planejamento pessoal?

Para fazer um bom planejamento pessoal é preciso seguir um passo a passo que estabeleça:

  1. Metas;
  2. Métodos;
  3. Prazos e organização;
  4. Análise recorrente das metas;
  5. Possíveis melhorias.

Com esses cinco passos, o resultado será muito promissor. Para lhe ajudar a compreender cada um deles, elencamos informações importantes a seguir:

1- Estabeleça metas de curto, médio e longo prazo

As metas estabelecidas precisam ser referentes ao curto, médio e longo prazo. É importante ainda dividi-las em blocos, onde haja:

  • Planejamento familiar/casamento/relacionamento: Pense sobre os seus objetivos no seu relacionamento/família. Você deseja ter filhos? Morar sozinho com parceiro(a)? Se casar e fazer festa? Melhorar a comunicação entre vocês? Resolver algum impasse? Pense sobre isso e anote metas nesse sentido.
  • Planejamento financeiro: Quanto você quer poupar? Para quê? Você quer investir? Quer comprar algo novo? Quer uma casa própria? Questione-se.
  • Planejamento acadêmico/estudos/desenvolvimento de habilidades: Você quer fazer uma faculdade? Um curso? Aprender uma nova habilidade (mesmo que para hobby)?
  • Planejamento profissional/carreira: Aonde você quer chegar? Qual cargo quer atingir? Qual seria a empresa ideal? E a rotina ideal? Você quer empreender?

2- Trace quais são as tarefas de cada uma das metas

Estabeleça as tarefas que serão necessárias para atingir cada uma das metas, de acordo com cada bloco. Exemplo: Se você quer um novo cargo, o que você precisa fazer para alcançá-lo? O que você deverá estudar? Ou então, para comprar um carro, quanto você deverá poupar todos os meses? Anote as tarefas de cada meta.

3- Organize as tarefas e os prazos para cada meta

Depois de ter anotado as suas metas e respectivas tarefas, é preciso estabelecer os prazos. Aqui, entra o estabelecimento do curto, médio e longo prazo, de acordo com as possibilidades disponíveis de tempo e dinheiro, por exemplo.

4- Revisite o planejamento pessoal com frequência

Não faça o seu planejamento pessoal e apenas o deixe guardado. Revisite-o com frequência para saber quais caminhos estão sendo seguidos, e quais estão sendo deixados de lado. Isso fará com que você volte ao “trilho” ao perder o foco, e descarte objetivos que, no hoje, talvez não façam mais sentido.

5- Desenvolva os seus pontos de melhoria

Conforme você for traçando as metas, você perceberá que tem que melhorar algumas coisas. A relação entre emoções e dinheiro pode ser uma delas. Por isso, visualize o que pode ser desenvolvido dentro de você e comece a trabalhar isso. Quer exemplos? Pense sobre a procrastinação, a desmotivação, a preguiça e veja quais dessas questões precisam ser melhoradas em você.

O planejamento pessoal pode mudar ao longo do tempo

Você não precisa criar algo engessado. O seu planejamento pessoal é dinâmico e pode mudar ao longo do tempo. É por essa razão que você deve sempre revisitá-lo, para assim, alinhá-lo aos seus novos sonhos e objetivos. Faça os planos e veja o quanto a sua vida pode ser mais próspera e feliz!

Artigo Original

0 0 votos
Deixe sua nota! :)
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
0
Sua opinião é importante para nós! ❤x
()
x