Menu fechado

Como engravidar: as recomendações de médicos para aumentar as chances

  • Cristiane Martins
  • De Londres para a BBC News Brasil

Crédito, Anastácia Vaz/Agecom UFRN

Legenda da foto,

SUS oferece serviços de reprodução assistida em algumas unidades.

Tomar chás, ingerir cápsulas de vitaminas, calcular o período fértil na tabelinha, pesquisar as melhores posições sexuais, os dias e horários mais promissores. Esses são alguns dos caminhos tentados por mulheres ou casais que pretendem aumentar as chances de engravidar no Brasil.

Mas o que de fato pode aumentar as chances de gestação, segundo especialistas e estudos científicos? Quais são os métodos de concepção e quando o diagnóstico de infertilidade é de fato concluído? E por fim: o que há disponível em relação à reprodução assistida na rede privada e no Sistema Único de Saúde (SUS)?

Segundo especialistas ouvidos pela BBC News Brasil, a idade, o estado de saúde e os hábitos da mulher têm muito mais a ver com a fertilidade e a gravidez bem-sucedida do que eventuais métodos adotados.

Ou seja, de modo simplificado, trata-se muito mais de retirar obstáculos, de não diminuir as chances elevadas de engravidar que as mulheres têm até os 35 anos do que de ampliar a probabilidade existente com pílulas, chás, frequências ou posições sexuais sem comprovação científica sólida.

Artigo Original

0 0 votos
Deixe sua nota! :)
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
0
Sua opinião é importante para nós! ❤x
()
x